Seis pessoas morrem em acidente de carro após uma colisão frontal

Amigos e familiares das seis vítimas que morreram após acidente na RSC-287, em Taquari RS, na tarde da segunda-feira (24), aguardam pela liberação dos corpos para dar início nas cerimônias de despedidas.

A colisão frontal aconteceu entre dois carros, um Gol, com placas de São Leopoldo, na Região Metropolitana, e uma camionete Fiat Toro, de Segredo, na Serra.

Na caminhonete estavam Ana Ilce Bulegon Jahn, de 64 anos, e Clarissa Marina Jahn, de 39 anos, mãe e filha que voltavam de Sapucaia do Sul.

Segundo a amiga da família, Eliane Israel, elas foram visitar familiares que moravam na cidade da Região Metropolitana de Porto Alegre.

"A cidade está em choque, está muito difícil de acreditar na perda precoce de duas grandes mulheres", lamenta Eliane.

A família é conhecida na cidade por manter um estabelecimento comercial onde todos trabalham juntos, produzindo cucas, bolachas e outros quitutes.

"A Clarissa e a Ana tocavam a cozinha, e o Bira, esposo da Clarissa, atendia na padaria. É uma família muito unida", lembra Eliane.

No carro ainda estavam outras três pessoas que ficaram feridas: o motorista do veículo e marido de Clarissa, Ubirajara Moacir Munfer, de 49 anos, e a filha do casal, Nicoli Jahn Unfer, de 10 anos. O terceiro ferido é Natal Jahn, de 65 anos, ele é esposo de Ana e pai de Clarissa.

Segundo Eliane, Ubirajara e Natal já estão em casa, sofreram, respectivamente, uma fratura no pé e na clavícula. Dos ocupantes da camionete, apenas Nicoli segue internada.

"Ainda não conseguimos assimilar que serão dois caixões. Está difícil demais", explica.


A previsão é que os corpos de Ana Ilce Bulegon Jahn e Clarissa Marina Jahn cheguem às 22h desta terça-feira (25) em Segredo. Segundo o familiar Márcio Rupert, ainda estão no IML.

O outro carro envolvido no acidente também transportava cinco pessoas. De acordo com a Polícia Civil, no Gol morreram: o motorista do veículo, Jorge Miguel Dos Santos, de 45 anos, Gilmar Cargnin, de 40 anos, e os dois filhos dele, Jessé Kauan, de 13 anos e Richard Leon Rodrigues Cargnin, de 7 anos.

O terceiro filho de Gilmar, Kaio Ruan Rodrigues Cargnin, de 11 anos, foi internado no Hospital São Sebastião Mártir, em Venâncio Aires. A mãe das crianças estaria viajando de ônibus.

Segundo a namorada de Jorge, motorista do veículo, era comum ele fazer viagens com moradores e conhecidos do Morro do Paula, em São Leopoldo, na Região Metropolitana de Porto Alegre, onde moravam.

"A comunidade aqui do Morro, todo mundo é conhecido, está todo mundo tão triste, com a perda das crianças, do Gilmar e do Jorge. Todo mundo está de luto. Todo mundo está esperando vir o corpo para fazer o velório para se despedir deles. Não temos palavras, não temos como confortar o coração de uma mãe que perdeu dois filhos e o esposo, e eu perdi meu Jorge", afirma a companheira Silvia de Oliveira.

A funerária que está com o corpo de Jorge afirma que está finalizando a preparação para as cerimônias de despedidas. Silvia conta que o filho de Jorge foi até Porto Alegre para reconhecer o corpo do pai. A cerimônia de velório está prevista para acontecer a partir das 20h, na Igreja Batista Esperança, em São Leopoldo.


Via: Redação/O novo Oeste- Foto: Divulgação/P24

Envie sugestões de Pautas, Fotos ou Videos, para o nosso Whatsapp que a nossa equipe irá atender você. (45) 9.9122-3773 ou Entre no nosso grupo do WhatsApp: https://goo.gl/WjuzHP.

Postar um comentário:

Tecnologia do Blogger.