Profissionais da Saúde terão capacitação para atender casos suspeitos de coronavírus

Diante da emergência em saúde pública internacional, declarada pela OMS (Organização Mundial da Saúde), por conta do coronavírus, a Secretaria de Saúde de Cascavel está em alerta e preparada para atender a qualquer caso suspeito. O município não teve nenhum registro do vírus até o momento.

No entanto, precaução é imprescindível nessas situações. Por essa razão, os profissionais que atuam na área da Saúde passarão por capacitações ao logo da próxima semana. Na terça-feira (4), o treinamento será realizado a partir das 14h, na própria sede da Secretaria, com os servidores que atuam nas Upas, no Siate e no Consamu. Já na sexta-feira (7), a capacitação será voltada aos profissionais que atendem nas demais unidades de saúde do Município, a partir das 14h, no auditório da Prefeitura.

Conforme a diretora de Vigilância em Saúde, Beatriz Tambosi, o encontro será justamente para alinhar os atendimentos em toda a rede municipal de saúde. “Vamos falar o que sabemos até o momento sobre o coronavírus: os meios de transmissão, os cuidados gerais, a prevenção, os sintomas e como proceder quando se receber um caso suspeito. Além disso, todos os serviços já receberam uma nota informativa”, conta.

A Secretaria Estadual de Saúde, inclusive, já definiu as unidades de referência que estão aptas a prestar os atendimentos aos casos suspeitos: O HUOP (Hospital Universitário do Oeste do Paraná) e o Hospital São Lucas. 

A melhor maneira de prevenção é evitar ser exposto ao vírus por meio das seguintes medidas:

 Manter ambientes bem ventilados;
• Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
• Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, copos, garrafas;
• Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
• Evitar contato próximo com pessoas doentes;
• Ficar em casa quando estiver doente;
• Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar, preferencialmente com um lenço de papel e jogar no lixo;
• Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com freqüência;
• Evitar contato próximo com animais selvagens e animais em fazendas ou criações;
• Procurar assistência médica, se apresentar febre e sintomas respiratórios e ter viajado para área de transmissão ou ter tido contato com caso suspeito ou confirmado, nos últimos 14 dias antes do início dos sintomas.

SINTOMAS
O novo coronavírus pode causar doenças respiratórias como um resfriado comum até quadros mais graves de pneumonia. Os principais sintomas são febre, tosse e dificuldade respiratória. Em alguns pacientes a febre pode não estar presente, como por exemplo, idosos e pessoas imunodeprimidas.

Em caso de qualquer sintoma, é imprescindível notificar a equipe de Saúde. O coronavírus pode ser transmitido, principalmente, pelas gotículas respiratórias por meio da tosse, espirros e contato com superfícies e objetos contaminados com o vírus, como ocorre com outros vírus respiratórios. O período de transmissão é, em média, sete dias após o início dos sintomas. Entretanto, novos estudos sugerem que a transmissão pode acontecer mesmo antes do aparecimento dos sintomas, mas ainda não se sabe quantos dias antes já ocorre essa transmissão. O período médio de incubação da infecção é de cinco dias, podendo chegar até 16 dias.

Via: Redação/Portal do Municipio de Cascavel - Foto: Divulgação 

Envie sugestões de Pautas, Fotos ou Videos, para o nosso Whatsapp que a nossa equipe irá atender você. (45) 9.9122-3773 ou Entre no nosso grupo do WhatsApp: https://goo.gl/WjuzHP.

Postar um comentário:

Tecnologia do Blogger.