Dobra número de casos positivos e Cascavel chega a 286 registros de dengue

Campanha, mutirão, ações de conscientização, agentes de Endemias atuando até nos feriados, fumacê. São inúmeras as armas que o Município tem usado na guerra contra a dengue. No entanto, se a população não tomar partido nessa batalha, a vitória será do Aedes Aegypti.

Os números provam que essa guerra, por enquanto, está sendo perdida drasticamente pelos cascavelenses. De acordo com o novo Boletim Epidemiológico da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), Cascavel contabiliza de julho de 2019 até esta quarta-feira (26), 286 casos confirmados de dengue. Até semana passada, eram 140 casos, ou seja, houve um aumento de 104% de confirmações de dengue no Município, o que é considerado extremamente preocupante. Além disso, outros 606 casos estão em análise por serem considerados suspeitos e 559 foram descartados. Vale destacar que o Município conta com alto índice de infestação de 5,2% do LIRAa (Levantamento de índice Rápido Amostral por Aedes aegypti).

Dessa forma, a diretora de Vigilância em Saúde, Beatriz Tambosi, apela que a população faça seu papel colaborando com a eliminação de criadouros. “Considerando LIRAa alto, casos suspeitos e positivos que vêm aumentando toda semana e as condições climáticas favoráveis para que o mosquito se reproduza: a única maneira é eliminar focos. Precisamos dos empresários, escolas, igrejas, que todos dentro do seu espaço residencial ou de trabalho, vistoriem e eliminem possíveis criadouros”, alerta.

Mutirão
Conforme o balanço da Vigilância em Saúde Epidemiológica de 27 de janeiro até 14 de fevereiro, já foram visitadas em Cascavel mais de 48 mil residências. No entanto, os agentes não puderam realizar o trabalho em grande parte dos imóveis, o que configura um grande entrave a toda campanha de mobilização contra o mosquito. A esperança para reverter os dados tem sido os agendamentos de vistoria. “Por favor, atendam o comunicado de agendamento para que os agentes realizem a inspeção fora do horário comercial”, apela a diretora da Vigilância em Saúde, Beatriz Tambosi.

O agendamento é simples. Quando os agentes se deparam com a casa fechada, eles deixam um aviso aos moradores para que entrem em contato e marquem uma visita. Dessa forma, os agentes podem retornar e fazer o trabalho. O agendamento pode ser marcado inclusive nos fins de semana. O telefone para contato é o (45) 3902-1769 ou o (45) 3902-1353.

Para se unir a essa batalha, confira alguns cuidados para ter em casa:
Tampe os tonéis e caixas da água;
Mantenha as calhas sempre limpas;
Deixe garrafas sempre viradas com a boca para baixo;
Mantenha lixeiras bem tampadas;
Deixe ralos limpos e com aplicação de tela;
Limpe semanalmente ou preencha pratos de vasos de plantas com areia;
Limpe com escova ou bucha os potes de água para animais;
Retire água acumulada na área de serviço, atrás da máquina de lavar roupa;
Limpe ralos e canaletas externas;
Atenção com bromélia, babosa e outras plantas que podem acumular água;
Deixe lonas usadas para cobrir objetos bem esticadas para evitar formação de poças da água;
Vistoria em pequenos objetos em casa, como aquário, balde e bandejas atrás da geladeira.

Via: Redação/Portal do Município de Cascavel - Foto: Divulgação 

Envie sugestões de Pautas, Fotos ou Videos, para o nosso Whatsapp que a nossa equipe irá atender você. (45) 9.9122-3773 ou Entre no nosso grupo do WhatsApp: https://goo.gl/WjuzHP.

Postar um comentário:

Tecnologia do Blogger.