Depen instaura sindicância, mas lei de abuso de autoridade veta publicação de nome dos foragidos da PEC

O Depen (Departamento Penitenciário do Paraná) já instaurou sindicância para apurar as circunstâncias em que dois presos fugiram na madrugada desta segunda-feira (17) da PEC (Penitenciária Estadual de Cascavel).

Ao menos cinco detentos, que fizeram um buraco em uma das celas, tentavam deixar a penitenciária, mas 3 acabaram sendo capturados pelos policiais de plantão.
Entre as medidas de apuração, o Depen quer saber se houve facilitação para que os detentos deixassem a penitenciária.

O Departamento esclareceu ainda que dados sobre os fugitivos, como nome e fotos, não foram fornecidos pelo órgão e não confirmou se as informações que circulam nesse sentido de fato correspondem aos foragidos.

Isso porque, a lei de abuso de autoridade, que está em vigor desde janeiro passado, veta tais publicações pelo órgão, o que pode facilitar na fuga dos presos.
A reportagem do Portal24 solicitou dados complementares, como se esses presos já são condenados ou provisórios e por quais crimes respondem. As informações estão sendo apuradas pelo Depen.
Essa foi a primeira fuga do ano na PEC. Situações assim não eram vistas ali há pelo menos 6 meses.

Leia a nota, na íntegra, enviada pelo Depen.
O Depen (Departamento Penitenciário do Paraná) esclarece que logo que soube da fuga, de dois presos, na madrugada desta segunda-feira (17), na Penitenciária Estadual de Cascavel, já tomou as medidas necessárias e pertinentes ao caso.

Os policiais penais de plantão perceberam o caso pelas câmeras de segurança e monitoramento. Eles acionaram reforços. Cinco presos abriram um buraco na parede e acessaram o lado externo ao cubículo, três acabaram capturados, no entanto os outros dois conseguiram correr e fugir da penitenciária.

O caso foi registrado e será apurado. O dano causado na estrutura será reparado pela equipe de manutenção da unidade.

O Depen pede o apoio da comunidade para que denuncie à polícia, caso perceba qualquer movimentação estranha, principalmente nas áreas próximas à penitenciária.

Denúncias devem ser feitas pelos telefones 181, 190 ou 197.


Via: Redação/Juliet Manfrin- Foto: Divulgação 

Envie sugestões de Pautas, Fotos ou Videos, para o nosso Whatsapp que a nossa equipe irá atender você. (45) 9.9122-3773 ou Entre no nosso grupo do WhatsApp: https://goo.gl/WjuzHP.

Postar um comentário:

Tecnologia do Blogger.