10 anos do TMO Autológico é comemorado durante coletiva de imprensa

Desde setembro de 2009, o Hospital do Câncer Uopeccan, de Cascavel – PR, está habilitado a realizar transplantes de medula óssea autólogo (TMO). Durante este período, já foram realizados 212 procedimentos.

O primeiro transplante TMO, no interior do estado, foi realizado no dia 25 de setembro de 2009, nas dependências do Hospital do Câncer Uopeccan, e durante esta década, mais de 200 pacientes realizaram o procedimento que possui uma taxa de sucesso de 90%.

Um dos incentivadores do credenciamento da instituição, Dr. Ademar Dantas Cunha Jr., que juntamente com a direção do Hospital do Câncer Uopeccan, viram a necessidade de a região oeste possuir o procedimento TMO, visto que muitos pacientes eram direcionados a Curitiba para realizar o procedimento, “muitos pacientes eram encaminhados para fora, e, diante disso, vimos a necessidade de trazer a unidade de TMO para Cascavel. O credenciamento foi muito rápido, em seis meses, através da direção do hospital, nós conseguimos trazer esse procedimento para a Uopeccan”, relembra.

Valquirio Rodrigues Braga, foi o primeiro paciente a ser transplantado nas dependências da Uopeccan, ele relembra como descobriu o câncer, “foi em dezembro de 2007, eu estava trabalhando e quando me abaixei sentir uma dor muito forte nas costas, fui ao médico e o Dr. Pediu vários exames, tomografia, raio-x, e quando saiu os resultados o médico disse que não era da área dele e me encaminhou para Uopeccan, foi quando descobri o Mieloma múltiplo, isso em 2008, e já iniciei o tratamento de quimioterapia e depois radioterapia. Em 2009 o Dr. Me chamou e disse que poderíamos tentar realizar o transplante de medula óssea autólogo, me informou dos riscos, mas, eu aceitei, e o resultado foi surpreendente, pois 10 anos após o transplante eu continuo fazendo o tratamento e acompanhamento e tenho uma qualidade de vida normal”, diz.

Dra. Meide Daniele Urnau, é a responsável pela equipe multiprofissional de TMO autólogo, e, durante a coletiva, ela se emociona ao falar do comprometimento de toda a equipe, “eu tenho muito orgulho dessa equipe, já ficamos sem material, mas o que nunca nos faltou, foi a dedicação da minha equipe, a dedicação humana de cada um, a preocupação, quando eu trazia os nomes dos pacientes para discutirmos sob e buscarmos melhorar a vida deles”, afirma, Dra. Meide, muito emocionada.

Alcidez Tonhato, também relembra como foi a trajetória da descoberta da doença até o momento de realizar o procedimento, “o meu caso foi engraçado, eu descobri o câncer com um espirro, eu fraturei minha costela com um simples espirro em fevereiro de 2018, procurei o ortopedista e o médico não acreditou que espirrei e fraturei, fiz exames e então apareceu o problema, fiz exames de sangue e diversos exames, até que fiz uma biopsia e lá apontou que eu tinha mieloma múltiplo. O tratamento eu iniciei em junho e, em janeiro deste ano realizei o procedimento de TMO. Hoje eu continuo fazendo quimioterapia a cada quinze dias, mas meu estilo de vida melhorou, não tenho a mesma vida que antes, mas estou vivo, e logo meu tratamento quimioterápico será mensal e não mais quinzenal”, comenta muito feliz, Tonhato.

O presidente do conselho superior, Ciro Antonio Kreuz, relembrou todas as dificuldades financeiras que na época do credenciamento o hospital vivenciava, pois era necessário reformar todo o espaço. Mas ele afirma que este momento é de festa, afinal, são 10 anos atendendo a população, 212 procedimentos e o sonho ainda não acabou, “nosso objetivo é construir o centro de transplantes da Uopeccan, ser referência e trazer dois novos procedimentos para Cascavel”, diz.

Via: Assessoria Uopeccan - Foto: Divulgação

Envie para o nosso Whatsapp a sua sugestão de fotos ou videos, que a equipe nossa irá atender você. (45) 9.9122-3773 ou Entre no nosso grupo do WhatsApp: https://goo.gl/WjuzHP.

Postar um comentário:

Tecnologia do Blogger.