HU poderá manter médicos contratados, decide justiça

A direção da Unioeste obteve uma importante vitória judicial no que se refere a um problema que há tempos vem ameaçando a continuidade do atendimento prestado pelo Hospital Universitário.

Ingrid Muzel Castellano Ayres Barreiros, juíza titular da 1ª Vara do Trabalho, ao analisar a petição da Procuradoria Jurídica da Universidade, reconheceu a importância do atendimento prestado pelo hospital e decidiu pela extinção da execução da sentença da Ação Civil Publica ajuizada pelo Ministério Público do Trabalho e pela manutenção dos contratos com os 130 médicos contratados.

"Diante da situação fática apresentada, verifica-se que há risco iminente aos hospitalizadas e àqueles que necessitam de serviços médicos e hospitalares da cidade e da região, o que justifica o caráter urgente da presente decisão", declara a magistrada em sua decisão, ressaltando que "o dom da vida se sobrepõe a qualquer formalidade, tanto que é garantia fundamental assegurada pela Constituição Federal".

Via: Alerta Paraná - Foto: Divulgação

Postar um comentário:

Tecnologia do Blogger.