Cascavel capacita primeira turma de profissionais de saúde em auriculoterapia

Pelo menos 250 alunos de todo o Paraná estão concluindo, em Cascavel, a primeira turma do Curso de Formação em Auriculoterapia para Profissionais de Saúde da Atenção Básica em 2019 em Cascavel. Da nossa cidade, são 22 participantes, todos profissionais de saúde de nível superior da Atenção Básica, lotados em Equipes de Saúde de Família, Unidades Básicas, equipes de atenção domiciliar, consultórios de rua e Caps (Centros de Atenção Psicossocial). São médicos, enfermeiros, dentistas, psiquiatras, psicólogos e fisioterapeutas dos vários serviços municipais participando da capacitação.

Segundo o secretário de Saúde, Thiago Stefanello, na Atenção Básica a auriculoterapia tem sido usada em atendimentos individuais e coletivos para diversos tipos de problemas de saúde, após avaliação clínica pela equipe de Saúde da Família. Ela pode ser usada como tratamento principal ou, mais comumente, em associação com outras terapêuticas, de modo a enriquecer as possibilidades de cuidado acionadas pelos profissionais.

Trata-se de uma técnica de estimulação de pontos específicos da orelha - geralmente por meio do uso de sementes vegetais esféricas aderidas à pele. É associada à medicina tradicional chinesa, mas nas últimas décadas também se acumularam conhecimentos científicos sobre a conexão dessa estimulação com outros locais e funções do organismo.

Hoje as Pics (Práticas Integrativas e Complementares em Saúde contribuem para a ampliação das ofertas de cuidados em saúde, para a racionalização das ações de saúde, estimulando alternativas inovadoras e socialmente contributivas ao desenvolvimento sustentável de comunidades e motivam as ações referentes à participação social, incentivando o envolvimento responsável e continuado dos usuários, gestores e trabalhadores nas diferentes instâncias de efetivação das políticas de saúde, além de proporcionar maior resolutividade dos serviços de saúde.

O curso é fruto de parceria entre a Secretaria Municipal de Saúde com a UFSC (Universidade Federal de Santa Catarina), que implantou um polo em Cascavel para a formação por meio da Escola de Saúde Pública Municipal da Sesau e foi dividido em duas etapas. A primeira foi realizada a distância (EAD), com carga horária de 75 horas, constituído de cinco módulos sequenciais. Hoje (6) e amanhã (7) os alunos estão participando da parte presencial, com carga horária de 5 horas, na Unipar.

Via: Redação/Portal do Município de Cascavel - Foto: Divulgação 

Envie para o nosso Whatsapp a sua sugestão de fotos ou videos, que a equipe nossa irá atender você. (45) 9.8812-8476 ou Entre no nosso grupo do WhatsApp: https://goo.gl/WjuzHP.

Postar um comentário:

Tecnologia do Blogger.