18ª Conferência Municipal de Meio Ambiente é aberta na Unioeste

A abertura da 18ª Conferência Municipal de Meio Ambiente, realizada na noite de ontem (5), no auditório da Unioeste, pelo reconhecimento da Abes (Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental) do trabalho realizado em Cascavel. O secretário municipal de Meio Ambiente, Wagner Seiti Yonegura, ainda em março, foi a São Paulo receber o prêmio que foi repassado ontem ao presidente da Fundetec, Alcione Gomes, que representou o prefeito Leonaldo Paranhos na abertura da conferência, e à Rita Camana, presidente do Conselho Municipal de Meio Ambiente.

O reconhecimento da Abes foi conferido a cidades de pequeno, médio e grande porte, depois de serem avaliadas a situação do saneamento em relação à universalização no Brasil, por meio de indicadores de abastecimento de água, coleta e tratamento de esgoto e coleta e destinação de resíduos sólidos. "Temos responsabilidade como cidadãos na preservação do meio ambiente. Temos que começar cuidando do nosso quintal, nosso bairro, nossa cidade, nosso Estado, nosso País e o planeta em que vivemos. Cada um de nós precisa ter incutido em sua mente que ajudamos a construir ou destruir o ambiente em que vivemos", disse Alcione Gomes.

O estudo realizado pela Abes analisou as condições de saneamento em relação à universalização nas cidades brasileiras de grande, médio e pequeno porte e em função da intrínseca relação entre saneamento e saúde. "Este prêmio é um marco do momento que Cascavel está vivendo. Cascavel foi considerada a 6ª melhor cidade do país nestes quesitos. Então, esta é uma forma de preservar nossos recursos, o consumo e o futuro da cidade. Todos sabemos qual será o futuro do nosso planeta se não preservarmos nossas fontes de abastecimento e o meio ambiente", disse o secretário Younegura que completou falando que "cidade inteligente não é só tecnologia, mas também o meio ambiente".

Conferência
A 18ª Conferência Municipal de Meio Ambiente, realizada pelo Município de Cascavel através da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, lotou o Anfiteatro Arnaldo Busato, na Unioeste, campus de Cascavel, onde palestras sobre o tema foram realizadas, além de exposições no hall de entrada.

Este ano, o tema da Conferência foi "Cidades Resilientes e Inteligentes".  De acordo com Rita Camana, a conferência oferece "a oportunidade de refletir a respeito das nossas ações em relação ao meio ambiente. O que interfere nas nossas atitude, em relação a este complexo. Cidades Resilientes e Cidades Inteligentes é o desafio que teremos daqui para frente; este é o momento perfeito para que a gente reflita sobre isso".

A Conferência contou também com expositores como a Sanepar; a Ar Ambiental com a produção de biodiesel; a ONG Sou Amigo + Vida Pets com o trabalho de conscientização sobre controle populacional de animais e o reflexo na saúde pública e meio ambiente; a EcoCataratas; a equipe de Educação do Controle de Endemias da Secretaria de Saúde; o Território Cidadão com o resultado do Mutirão Água Boa - Cidade Limpa 2019; a Unicesumar, com alunos de Gestão Ambiental e o processo biodigestor, além dos alunos do curso de Serviço Social com a exposição do Projeto Meio Ambiente e reciclagem com o tema "Produtos Reciclados Fonte de Renda e de Desenvolvimento Social", e a Unimed, com responsabilidade socioambiental e reaproveitamento dos resíduos.

Via: Redação/Portal do Município de Cascavel - Foto: Divulgação 

Envie para o nosso Whatsapp a sua sugestão de fotos ou videos, que a equipe nossa irá atender você. (45) 9.8812-8476 ou Entre no nosso grupo do WhatsApp: https://goo.gl/WjuzHP.

Postar um comentário:

Tecnologia do Blogger.