Testes de produtividade revelam potenciais de híbridos e variedades

O Show Rural Coopavel potencializa resultados durante o ano inteiro. Uma das tradições está, cerca de dois a três meses depois do encerramento oficial do evento, divulgar os resultados finais dos testes que relevam o potencial de híbridos de milho e de variedades de soja que ocorrem em parcelas da área que anualmente recebe um dos maiores eventos de disseminação de novas tecnologias para o campo do mundo.

Em seus mais de 30 anos de trajetória, o Show Rural Coopavel deu inúmeras contribuições aos produtores, principalmente do Oeste e outras regiões agrícolas do Paraná. As tecnologias de milho e soja apresentadas, e devidamente aplicadas, elevaram a produtividade dessas culturas em mais de 300% nessas três décadas. “As novidades não param e são cada vez mais surpreendentes. Por isso, participar e aprender com esse evento é tão necessário”, diz o coordenador geral Rogério Rizzardi.

A tecnologia empregada nos testes, fornecida pelas empresas, é a mesma que está disponível no mercado e é utilizada em grande parte das propriedades rurais do Oeste. O que torna os resultados mais expressivos no Show Rural Coopavel são os cuidados especiais destinados a esses cultivos, principalmente no que se refere ao perfil de solo, diz o técnico de campo Pedro Todero. O mesmo tratamento é oferecido aos diferentes híbridos e variedades. Os resultados dos experimentos podem ser bem diversos de um ano para o outro, oscilação provocada pelas condições climáticas.

Milho
A testagem de híbridos foi feita com plantios em duas épocas. A primeira com cultivo no dia 12 de setembro e a segunda em 10 de outubro. Nos dois casos a adubação foi a mesma (NPK 8-20-20) com a aplicação de 433 quilos por hectare. A adubação de cobertura foi de 206 quilos de ureia. Duas aplicações de inseticida e uma de fungicida foram realizadas.

O híbrido de primeira época com o melhor resultado foi o AS 1757 PRO3, que alcançou 305.03 sacas por hectare, 738.18 sacas por alqueire ou ainda 18.302.03 quilos por hectare. As médias alcançadas pelos 36 híbridos testados foram: 250.43 sacas por hectare (15.025.77 quilos por hectare) e 606.40 sacas por alqueire.

Já no milho de segundo plantio, o melhor resultado foi obtido pelo K9606 VIP3 com 268.30 sacas por hectare, 649.28 sacas por alqueire ou 16.098.00 quilos/hectare. As médias dos 36 híbridos submetidos à testagem apresentaram os seguintes resultados: 206.65 sacas por hectare, 500.09 sacas por alqueire ou 12.398.94 quilos por hectare.

Soja
A 31ª edição do Show Rural Coopavel testou 35 variedades de soja no plantio de primeira época (24 de setembro) e 37 de segunda época (plantio em 5 de outubro). A adubação foi idêntica nos dois cultivos: adubação de base NPK 00-20-18 na quantidade de 400 quilos por hectare. Foram três aplicações de inseticida e duas de fungicida.

O melhor desempenho entre as variedades do primeiro plantio de soja foi alcançado pela cultivar FTR 2155 IPRO com 105.75 sacas por hectare, 255.91 sacas por alqueire ou 6.344,84 quilos por hectare. As médias foram: 88.96 sacas por hectare, 215.28 sacas por alqueire ou ainda 5.337.52 quilos por hectare.

Na soja segunda época, a campeã de produtividade foi a FTR 4153 IPRO com 98.54 sacas por hectare, 238.47 sacas por alqueire, alcançando também 5.912.41 quilos por hectare. As médias obtidas pelas 37 variedades foram as que seguem: 80.99 sacas por hectare, 196 sacas por alqueire, ou 4.859.51 quilos por hectare.

Via: Redação/Assessoria Coopavel - Foto: Divulgação

Envie para o nosso Whatsapp a sua sugestão de fotos ou videos, que a equipe nossa irá atender você. (45) 9.8812-8476 ou Entre no nosso grupo do WhatsApp: https://goo.gl/WjuzHP.

Postar um comentário:

Tecnologia do Blogger.