Governo promove palestra sobre inovação para servidores públicos

O governador Carlos Massa Ratinho Junior abriu nesta terça-feira (2) um encontro com servidores públicos estaduais para uma palestra sobre inovação com o escritor best-seller Mauricio Benvenutti. O bate-papo teve como objetivo o início de um debate sobre as possibilidades de atuação do Paraná em diversas áreas e a necessidade de aperfeiçoamento da máquina pública em função das demandas da sociedade. O evento acontece no Museu Oscar Niemeyer, em Curitiba.

Ratinho Junior disse que o Estado vai se tornar o mais inovador do País nos próximos anos e que essa conquista depende da compreensão, da visão e da inquietude dos servidores. Segundo o governador, esse termo é carregado de significado e pressupõe observações constantes das mudanças tecnológicas, das novas relações de consumo de produtos e serviços e da vocação do Paraná para o desenvolvimento do agronegócio.

“A ideia é fazer com que o poder público possa se modernizar. Muitas áreas ainda estão na década de 1980 com papel e lápis. A sociedade nos cobra uma máquina pública mais eficiente, mais ágil, com menos burocracia”, explicou Ratinho Junior. De acordo com ele, o Paraná tem muito potencial, não só na área pública, mas em espacial na privada. “Por isso estamos fomentando em universidades e cooperativas esse motor inovador, para que sejamos referências no mundo”.

O governador também destacou que essa tarefa deve migrar dos gestores para os servidores e vice-versa, num processo de integração das experiências. Ele citou como casos de sucesso nesses primeiros 90 dias de gestão os aplicativos Mira Aula (de correção dos cartões-resposta do Prova Paraná, exame de avaliação do ensino básico) e Paraná Serviços (plataforma de encontro entre a população e prestadores de serviços autônomos), além da celeridade no cadastramento de empresas na Junta Comercial.

GESTÃO PÚBLICA - Mauricio Benvenutti, sócio-fundador da XP Investimentos e do maior ecossistema de startups do Brasil, explicou na palestra que a inovação serve para pensar na melhoria da qualidade de vida da população e da gestão pública.

“O Estado tem que entregar soluções para a população e para as empresas que sejam aderentes ao mundo atual. Estamos diante de um cenário em que as inovações afetam a vida de todos”, afirmou. “Colocar essa pauta na agenda pública é imprescindível para um Estado que quer entregar o melhor para sua população”, destacou Benvenutti.

Ele defendeu a importância de enxergar pequenas brechas dentro do cotidiano do serviço público para entender as transformações do mundo e envolver os milhões de paranaenses nesse processo. “O Fórum Econômico Mundial aponta o prazo de validade de uma competência em dez anos. Quer dizer que tudo o que aprendemos até 2009 pode não servir mais. Nos próximos dez anos as pessoas vão mudar os seus escopos de trabalho muitas vezes, e é preciso preparo”, completou.

Outra pesquisa do Fórum Econômico Mundial aponta que cerca de 65% dos jovens que estão no primário trabalharão em profissões que ainda nem existem. Para o palestrante, diante desse cenário, o segredo é saber desaprender e estar preparado para aprender novamente. “O mundo nos mostra que o que nos trouxe até aqui dificilmente vai nos levar daqui para frente. Para desenvolver novas competências e habilidades, indivíduos, empresas e governos precisam encontrar meios para a inovação”, defendeu.

A aposta mais certeira de sucesso é em um tripé que congrega rebeldia – capacidade de se indignar e propor novas soluções – conhecimento profissional e capital, capaz de promover essas inovações. “Esse termo versa sobretudo sobre pessoas. Tecnologia é a consequência. As pessoas precisam se apaixonar pelos benefícios dos produtos e serviços. A inovação pode ser desenvolvida pela gestão pública em processo que deve contar com a ajuda de todos”, finalizou Benvenutti.

PALESTRA - A palestra foi promovida pelo Governo do Estado, com a participação dos titulares do órgãos organizadores: o secretário de Comunicação e Cultura, Hudson José; o presidente da Celepar, Allan Costa, e o diretor-presidente da Agência Paraná de Desenvolvimento, Eduardo Bekin. Participaram do encontro secretários, diretores de empresas públicas e autarquias, além do corpo técnico estadual.

Via: Agência de Notícias do Paraná - Foto: Divulgaçãp

Postar um comentário:

Tecnologia do Blogger.