Copel vai investir R$ 292 milhões no Sudoeste do Paraná

A Copel vai investir R$ 292 milhões em obras de distribuição de energia no Sudoeste do Paraná nos próximos três anos. Este e outros dados foram apresentados a produtores rurais, prefeitos e deputados estaduais da região pelo presidente da Companhia, Daniel Pimentel Slaviero, em uma audiência pública promovida pela Associação dos Municípios do Sudoeste do Paraná (Amsop), em Francisco Beltrão, nesta sexta (22). Este montante faz parte do maior investimento da história da Copel em distribuição, que até 2021 vai aplicar R$ 1,77 bilhão em melhorias e ampliações, sendo R$ 835 milhões somente em 2019.

O presidente da Copel afirmou que por determinação do governador Carlos Massa Ratinho Junior a empresa vai reforçar os investimentos na região. Um dos maiores polos produtivos do Paraná, a região Sudoeste se desenvolveu muito nos últimos anos e trouxe muita tecnologia ao campo, aumentando a demanda por energia elétrica. “Já temos um plano de trabalho que será concretizado”, completou.

Slaviero explicou que, no curto prazo, roçadas e podas serão feitas com mais frequência, assim como a periodicidade das manutenções preventivas vai aumentar. Já as obras estruturantes, que dão suporte à rede de distribuição que leva energia ao consumidor, receberão 63% do total destinado à região até 2021 – R$ 186 milhões. Serão quatro novas subestações que, junto com 318 quilômetros de novas redes de alta tensão, vão garantir segurança energética para uma das regiões que mais cresce no Paraná. Ao todo, quase 100 mil moradores serão beneficiados.

As redes de média tensão – que levam energia ao consumidor final – contarão com um reforço de mais de 639 novas obras entre 2019 e 2021, em um total de R$ 106 milhões aplicados. Até 2021 a Copel vai instalar redes novas, reguladores de tensão e religadores automáticos e dispositivos self healing em regiões rurais.

Os religadores são dispositivos de proteção que garantem que a rede de distribuição de energia não desligue em eventos transitórios, como descargas atmosféricas ou galhos que encostam na rede. Já os self healing são sistemas automáticos integrados que “conversam” com diversos equipamentos e, assim, isolam o defeito da rede em um pequeno trecho, informando o operador do sistema onde é preciso atuar.

“Estamos fazendo todo esforço para melhorar o fornecimento de energia para a região Sudoeste. No início do ano montamos um grupo de trabalho para estudar o assunto e agora vamos fazer uma força-tarefa para atender tudo que for possível imediatamente, além das obras previstas para os próximos três anos”, afirmou o diretor de Distribuição, Maximiliano Orfali, que finalizou a reunião com a apresentação das frentes de trabalho e dos investimentos que serão empregados pela Copel no Sudoeste.

Via: Redação/Agência de Noticias do Paraná - Foto: Divulgação 

Envie para o nosso Whatsapp a sua sugestão de fotos ou videos, que a equipe nossa irá atender você. (45) 9.8812-8476 ou Entre no nosso grupo do WhatsApp: https://goo.gl/WjuzHP.

Postar um comentário:

Tecnologia do Blogger.