Câmara reforça agenda de vistorias realizadas pela Comissão de Saúde

O presidente da Câmara de Cascavel, Alécio Espínola (PSC) esteve reunido na tarde desta quinta-feira (14) com o presidente da Comissão de Saúde e Assistência Social (CSAS), vereador Josué de Souza (PTC) acertando detalhes de uma ampla agenda de visitas às unidades de saúde como forma de dar respostas às demandas públicas. “A comissão acaba de assumir e estamos buscando meios para agilizar os trabalhos de fiscalização”, explica Alécio. Segundo ele, há até a possibilidade de se buscar reforço de estrutura para assegurar a agilidade necessária para os trabalhos da comissão.

Josué de Souza, que hoje passou a tarde cumprindo uma série de agendas ligadas à área, diz que tem chegado a comissão diversas demandas públicas, inclusive denúncias sobre problemas de atendimento em unidades de saúde, especialmente no interior do município, como em Juvinópolis, Rio do Salto e São Salvador, além das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), na cidade. “Ainda nesta sexta-feira vamos percorrer algumas dessas unidades para dimensionar o que de fato está acontecendo e trazer os relatos até a presidência para que a Câmara possa fazer os encaminhamentos necessários”, diz o vereador.

Alécio Espínola reitera que todas as comissões da Câmara estão semanalmente cumprindo agendas públicas, sempre buscando verificar in loco os serviços públicos nas mais variadas áreas. “A Câmara está atuando cada vez mais fortemente no sentido de se manter muito próxima das demandas da população. Queremos sempre estar junto de nossa gente e é a partir disso que as comissões se orientam em suas agendas de trabalho”, pondera Alécio.

SURTO DE DIARRÉIA
Hoje, o vereador Josué de Souza também acompanhou profissionais da área de saúde que estão investigando o surto de diarréia em Cascavel. “É uma situação que estamos acompanhando muito de perto por conta do interesse público que a questão envolve”, explica o presidente da Comissão, que percorreu órgãos da saúde pública e até veículos de imprensa, com esses profissionais. O vereador lembra que dados da saúde revelam que desde o final de dezembro já foram notificados mais de 6,5 mil casos de diarréia, com as principais suspeitas recaindo sobre a água, que poderia estar contaminada por protozoários. “Inclusive os profissionais de saúde estão recomendando, por cautela, que a população ferva água para beber e preparar alimentos, enquanto as investigações não trazem respostas claras sobre as causas desse surto”, afirma.

Via: Redação/Assessoria de Imprensa/CMC - Foto: Marcelino Duarte

Envie para o nosso Whatsapp a sua sugestão de fotos ou videos, que a equipe nossa irá atender você. (45) 9.8812-8476 ou Entre no nosso grupo do WhatsApp: https://goo.gl/WjuzHP.

Postar um comentário:

Tecnologia do Blogger.