Sistema de socioeducação do Paraná é referência nacional

O sistema de socioeducação do Paraná têm se destacado no cenário nacional. O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Justiça, Trabalho e Direitos Humanos, implantou o Sistema Informatizado de Medidas Socioeducativas (SMS), investiu em construção e melhoria dos Centros de Socioeducação (Censes); abriu concurso público e contratou profissionais.

Também houve intensificação dos cursos profissionalizantes e atividades nos Censes. Só neste ano, o Departamento de Atendimento Socioeducativo (Dease), da Secretaria da Justiça, disponibilizou quase 1.200 vagas, em 27 unidades do Estado.

Segundo o secretário Elias Gandour Thomé, no ano passado o Governo do Estado e a Secretaria Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente, assinaram um protocolo de intenções para que o Sistema Informatizado de Medidas Socioeducativas seja adotado por outros estados.

“O SMS foi desenvolvido pela Celepar no final de 2012 e é utilizado pela Secretaria, que administra o sistema socioeducativo do Paraná. A ferramenta permite o cadastro e controle de adolescentes que cumprem medidas nos Censes e nas casas de semiliberdade do Estado”, disse.

AVANÇOS - Neste ano foi inaugurado o Cense de Cascavel, um investimento de R$5,9 milhões, feito com recursos do Fundo Estadual da Infância e Adolescência (FIA). Além disso, há outras obras em andamento, como a construção do Cense Toledo, que recebe investimento de R$14 milhões, com recursos BID. Também foram retomadas as obras do Cense Piraquara, no valor de R$6,9 milhões em recursos FIA; a construção da Casa de Semiliberdade de Toledo, onde estão sendo investidos R$ 922 mil.

Para o diretor do Dease, Alex Sandro Silva, um dos destaques é que o Paraná investe fortemente na formação profissionalizante voltada aos adolescentes que cumprem medidas socioeducativas. “Este é um dos grandes avanços da politica socioeducativa do Estado. Só neste ano, foram 456 turmas em 23 opções de formação profissionalizante e outras atividades, como teatro e karatê”, explica

Houve também um aumento no número de servidores. Em 2018 foram nomeados 36 agentes de segurança socioeducativa. Os servidores tinham sido aprovados em Concurso Público realizado em 2014. No ano passado, foram 82 servidores admitidos.

Foram contratados 71 profissionais da área de saúde, por Processo Seletivo Simplificado. Também já está autorizado novo Concurso Público para suprimento de vagas. Ao todo serão oferecidas 69 vagas, destinadas aos profissionais da saúde.

Via: Redação/Agência de Noticias do Paraná - Foto: Divulgação 

Envie para o nosso Whatsapp a sua sugestão de fotos ou videos, que a equipe nossa irá atender você. (45) 9.8812-8476 ou Entre no nosso grupo do WhatsApp: https://goo.gl/WjuzHP.

Postar um comentário:

Tecnologia do Blogger.