Sanepar alerta para uso racional da água

A Sanepar alerta para que use a água de forma racional, evitando desperdícios. Neste período de fim de ano, maior consumo aumenta e a produção diária de água de 30 milhões de litros para mais de 80 milhões de litros, com as estações operando 24 horas por dia.

Um dos lugares mais atingido é o litoral do paraná, a Estação de Tratamento de Água Praia de Leste, que é a maior do Litoral e abastece Pontal do Paraná e Matinhos, tem a produção aumentada de 8 milhões de litros/dia para 45 milhões de litros/dia. “Estamos preparados para o aumento do consumo, mas é importante que as pessoas adotem medidas de cuidado ambiental com a água, sem desperdícios”, destaca o gerente regional da Sanepar no Litoral, Arilson Mendes.

Ele destaca que, principalmente entre 29 de dezembro e 2 de janeiro, a população deve evitar lavar calçadas e carros. Outra orientação é não trocar a água de piscinas, mesmo das pequenas. “Se todos usarem a água de forma racional ela é suficiente para abastecer o Litoral, mesmo neste período”, afirma.

DICAS DE USO RACIONAL DA ÁGUA – Não é necessário trocar a água da piscina diariamente. Para manter a qualidade da água basta adicionar água sanitária com 2% de cloro ativo, o que é suficiente para deixá-la livre de bactérias e sem aspecto sujo e esverdeado.

Mas atenção: deve ser utilizada água sanitária pura, sem aromatizantes e detergentes. Todos os dias, adicionar 10 ml de água sanitária para cada 100 litros de água, ou 100 ml de água sanitária para cada mil litros de água. Após colocar o produto, aguardar pelo menos uma hora para utilizar a piscina.

Outra medida importante é cobrir a piscina quando não estiver em uso. A capa ajuda a mantê-la limpa, evitando a entrada de sujeira, pó, folhas e insetos.

Outra medida importante é fechar a torneira enquanto escova os dentes, faz a barba, ensaboa as mãos ou a louça para evitar o desperdício de água. A ducha, após o banho de mar, deve ser rápida. O chuveiro aberto por cinco minutos libera 70 litros de água.

A Sanepar também orienta a limpar as calçadas com vassoura para tirar a areia, folhas e outros dejetos. A água da mangueira não deve ser utilizada para “varrer” a sujeira.

BALNEABILIDADE – Com as obras de ampliação da rede coletora de esgoto no Litoral, executadas de 2015 a 2018, houve um aumento de cerca de 27 mil ligações de imóveis à rede coletora em Matinhos e Pontal do Paraná, que abrigam a maior parte das praias paranaenses e as mais frequentadas. Somente em 2018 foram 12 mil novas ligações.

Os investimentos nessas obras somam R$ 252 milhões, o que elevou o índice de atendimento com coleta e tratamento de esgoto na região para 78%, o maior indicador de áreas litorâneas entre os municípios atendidos por companhias estaduais de saneamento. Antes das obras o índice era de 52%.

Foram implantados 515 quilômetros de rede coletora de esgoto e 29 estações elevatórias e substituídas redes antigas. Além disso, outros R$ 50 milhões estão sendo investidos nas estações de tratamento de esgoto de Matinhos e Pontal do Paraná, ampliando a capacidade de tratamento.

Via: Redação/Agência de Noticias do Paraná - Foto: Divulgação 

Envie para o nosso Whatsapp a sua sugestão de fotos ou videos, que a equipe nossa irá atender você. (45) 9.8812-8476 ou Entre no nosso grupo do WhatsApp: https://goo.gl/WjuzHP.

Postar um comentário:

Tecnologia do Blogger.