Prêmio e Desafio Inova Oeste reconhecem ações inovadoras na região oeste do Paraná

Foram conhecidos na noite da última quinta-feira (29), os ganhadores do Prêmio e Desafio Inova Oeste, promovido pelo Programa Oeste em Desenvolvimento (POD) e pelo Sistema Regional de Inovação (SRI), em parceria com o Sebrae/PR, Fundação Araucária, Instituto de Tecnologia Aplicada à Inovação (ITAI) e Parque Tecnológico Itaipu (PTI).

A premiação ocorreu no V Fórum de Desenvolvimento do Território Oeste do Paraná, realizado no Biopark de Toledo.  Foram 34 ações inscritas nas categorias: Inovação em Produtos, Inovação em Processos e Práticas Inovadoras Organizacionais (todos nas modalidades de micro e pequenas empresas e startups; médias e pequenas empresas e instituições de ensino e pesquisa) e sete projetos inscritos no Desafio Inova Oeste, que tinha como temáticas centrais o meio ambiente e a sanidade agropecuária. 

O Desafio, que recebeu sete inscrições, classificou quatro projetos para serem desenvolvidos em até um ano, com ajuda financeira de até R$100 mil e consultorias técnicas. Na temática de meio ambiente, o desafio apresentado foi o de reaproveitamento da água dos tanques de produção de tilápia para reduzir a captação e efluentes. Foram selecionados dois projetos: Aquaponia orgânica de baixo custo (das instituições Aquaponia Orgânica Foz, Vita Acquavitalle; Aquaponics Lab e Associação Internacional União das Américas) e; “Reaproveitamento de quebras de blocos de cerâmica vermelha como elemento filtrante no tratamento de efluente proveniente de tanques de tilápia, com auxílio de cavitação hidrodinâmica” (da Unioeste e Empresa Lumar Centrais de Gás).

Na temática de sanidade agropecuária, outros dois projetos foram escolhidos. O “acompanhamento da qualidade de ambiente viário”, da empresa Stac Tecnology junto ao Laboratório de Internet das Coisas (Lab IOT), da Unioeste – Campus Foz do Iguaçu; e “sistema de automação para monitoramento e controle de condições climáticas e gestão de granjas de suínos”, de autoria do Instituto Federal do Paraná (IFPR) – Campus de Assis Chateubriand e Empresa Felippsen Comércio de Informática.

Os quatro projetos serão co-financiados e implementados até 2019, com acompanhamento técnico da Fundação PTI (Parque Tecnológico Itaipu), Itaipu Binacional, Sebrae/PR, Fundação Araucária e ITAI.

Prêmio Inova Oeste 
Na modalidade de Inovação em Produtos, categoria de micro e pequenas empresas e startups, a empresa Bio-Sano Indústria de Produtos Fármacos conquistou o 3º lugar com o projeto “Associação de extrato de nim com diflubenzuron para tratamentos de controle de endo e ectoparasitas em bovinos e ovinos”. No 2º lugar, ficou a Granex Serviços, com o projeto “Solução Datagran- sistema web e aplicativo dedicado ao controle de pragas em grãos armazenados”. Em 1º lugar, a Brascloud conquistou o seu espaço com o projeto “Cloud Pública (IaaS – Infraestrutura as a Service)”.

Na mesma modalidade, mas na categoria de médias e pequenas empresas, o 3º lugar foi conquistado pela Lar Cooperativa Agroindustrial com o projeto “Desenvolvimento da linha de empanados em embalagens de 700g”. O 2º lugar ficou para a Frimesa Cooperativa, com o projeto “Linha Friminho de produtos cárneos e lácteos infanto-juvenis da Frimesa” e o 1º lugar ficou também para a Lar, mas, dessa vez, com o projeto “Comercialização de ovos em estojo contendo 18 unidades”.

Ainda na modalidade de Inovação em Produtos, o prêmio para instituições de ensino e pesquisa foi conquistado pela Unioeste, com o projeto “Automação 4.0 de prensa extrusora e aplicação energética de óleos vegetais”.

Já na modalidade de Inovação em Processos, na categoria de micro e pequenas empresas e startups, o 3º lugar ficou com a Defere Serviços em Propriedade Intelectual, com o projeto “Processo de Prospecção Tecnológica com foco no desenvolvimento e aprimoramento de tecnologias”. A Indústria Schumacher, por sua vez, conquistou o 2º e 1º lugar com os seguintes projetos: “Blocos de fibra produzidos a partir dos rejeitos da produção de peças”, em 2º e “Manipulador Multipropósito Controlado Automaticamente: um robô industrial”, em 1º.

Na categoria de médias e grandes empresas, o hotel Wish, de Foz do Iguaçu, conquistou o 3º lugar com o projeto “Feel Better”. Em 2º lugar, ficaram dois projetos da Lar Cooperativa: “Desenvolvimento de equipamento para limpeza de meio peito sem pele e sem osso” e “Implantação de sistema de tratamento de carcaças de suínos através de biodigestão”. Em 1º lugar, a Lar Cooperativa também conquistou outro título com o projeto “Implantação de aplicativo Lar Fomento Mobile para a gestão de informações na produção de frango de corte”.  Na modalidade de instituições de ensino e pesquisa, o título ficou para a PUC – Campus Toledo, que inscreveu o projeto “NEEI – Núcleo de Excelência em Empreendedorismo e Inovação”.

Segundo o consultor do Sebrae/PR, Alan Debus, o prêmio e o desafio são importantes para reconhecer ações que podem inspirar outras empresas e instituições. “Nós queremos incentivar a inovação no Oeste e recomendamos que nas próximas edições, mais empresas participem para que possam ser reconhecidas pelas suas ações e, também, para que as ações sejam conhecidas em âmbito nacional, servindo como referência para outras regiões”, pontua.

Neste ano, o Prêmio e Desafio Inova Oeste foi uma novidade, tendo, portanto, a sua primeira edição.  O objetivo é que, nas próximas edições, mais empresas e ideias possam ser inscritas, a fim de que a inovação no oeste do Paraná se torne referência e que parcerias possam surgir a partir dos cases apresentados.

Via: Redação/Assessoria Sebrae/PR - Foto: Divulgação 

Envie para o nosso Whatsapp a sua sugestão de fotos ou videos, que a equipe nossa irá atender você. (45) 9.8812-8476 ou Entre no nosso grupo do WhatsApp: https://goo.gl/WjuzHP.

Postar um comentário:

Tecnologia do Blogger.