Região Oeste do Paraná brilha no Concurso Agrinho 201

Cerca de 1,5 mil pessoas entre alunos, professores, pais e lideranças rurais de todas as regiões do Estado participaram, nesta segunda-feira (5), da premiação do Concurso Agrinho 2018.

O evento começou com uma apresentação circense que tratou da importância da preservação do meio ambiente. Malabaristas, equilibristas e outros artistas prenderam a atenção da plateia com um espetáculo de habilidade e equilíbrio. O encerramento ficou por conta da cantora Raissa Fayet e do grupo Felchak.

Discursaram na cerimônia de premiação, o presidente do Sistema FAEP/SENAR-PR, Ágide Meneguette; a governadora do Paraná, Cida Borghetti; o governador eleito, Carlos Ratinho Massa; o prefeito de Curitiba, Rafael Greca; Eduardo Pellegrina, representando as entidades parceiras do programa.

Pais, estudantes, docentes, autoridades e lideranças rurais de todas as regiões do Estado participaram desta grande festa da educação. O evento é a coroação e um ano de trabalho, dentro e fora das escolas, onde professores e alunos juntaram forças para estreitar os laços entre o campo e a cidade, mostrando que existe uma interdependência entre estes dois cenários e a harmonia entre eles é a chave de uma vida melhor. Como é tradição nestes eventos, a cerimônia de premiação deste ano contou com diversas atrações para entreter e encantar os visitantes – em sua maioria crianças -, como oficina de produção de cupcakes (bolinhos) corrida de mini drones, cascata digital e várias outras que mostram que a atividade rural está afinada com as inovações tecnológicas.

No total, 7.003 trabalhos foram inscritos no concurso. Porém, após a triagem, parte foi desconsiderada por não estar de acordo com o regulamento, fazendo com que o número final ficasse em 5.301. Somente na categoria Experiências Pedagógicas foram mais de 700 trabalhos. Após a avaliação da Banca, 30 projetos foram selecionados, sendo 20 na rede pública, cinco da rede particular e cinco do Agrinho Solos. Desde o ano passado, também é premiado um docente na categoria Agrinho Solos, somando seis vencedores ao todo. Cada um levará para casa um carro zero quilômetros. Os estudantes premiados recebem tablets e laptops.

Dos projetos finalistas, na categoria Experiências Pedagógicas, foram revelados os 318 alunos vencedores do concurso nas categorias desenho e redação e as seis professoras premiadas na categoria Experiência Pedagógica. As docentes receberam como prêmio um carro zero quilômetro, enquanto os estudantes levaram para casa tabletes e laptops.

Na festa de premiação de todas as categorias, ficaram conhecidas as seis Experiências Pedagógicas campeãs, sendo quatro da rede pública, uma da rede particular e uma do Agrinho Solos. Professores dos municípios de São Miguel do Iguaçu, Castro, Terra Boa, Quatro Barras e Ponta Grossa conquistaram os primeiros lugares e receberam carros como premiação.

Da Região Oeste do Paraná, essa grande celebração do conhecimento premiou, na categoria Experiência Pedagógica, duas professoras de São Miguel do Iguaçu, que trabalharam as relações entre o campo e a cidade com os alunos, tendo como boa iniciativa nas salas de aula paranaenses a proteção ao meio ambiente e o respeito pelo produtor rural.

A primeira colocada entre as professoras da rede pública foi Paula Rosângela Manente, da Escola Municipal Serafin M. de Souza, que trabalhou com seus alunos as relações entre o campo e a cidade no projeto “Do campo à mesa”, que utilizou a origem dos alimentos para tratar deste tema. “É uma emoção indescritível, um evento desta dimensão valorizando o trabalho árduo dos professores em sala de aula”, afirmou a vencedora na cerimônia de encerramento.

A vencedora entre as escolas particulares foi a professora Ana Paula Ghellere, do Colégio Franciscano Nossa Sra. de Fátima, em São Miguel do Iguaçu. Seu projeto “Reeducação alimentar – plante essa ideia, valorize quem planta”, buscou promover a saúde e valorizar o produtor rural paranaense, que é o grande responsável por levar o alimento à mesa. “Foi o reconhecimento de um trabalho de um ano inteiro, estou muito feliz”, disse ao receber a chave do automóvel.

Do Núcleo Regional da Educação de Cascavel, conquistaram papel de destaque:

Categoria: Redação 8º ano / Corbélia
Professora: Leonilda Santana
Aluna: Wellen Luana Faccin

Categoria: Redação 9º ano / Corbélia
Professora: Nadia Machke
Aluna: Inara Krutzmann

O Programa Agrinho é a maior iniciativa de responsabilidade social do Sistema FAEP/SENAR-PR, que já foi inclusive replicado em outros estados e até outros países de língua portuguesa. Todos os anos a iniciativa mobiliza cerca de 1,5 milhão de alunos e 80 mil professores em todo Paraná. Ao longo do ano, os docentes utilizam os materiais didáticos do Agrinho para levar para as salas de aula temas transversais como cidadania, ética, segurança pessoal e meio ambiente.

O projeto conta com o apoio institucional da Copel, Governo Federal, Caixa Econômica Federal, Sanepar, BRDE, Viapar, Rumo Logística, Governo do Paraná, Instituto Ambiental do Paraná (IAP), Tribunal de Justiça do Paraná, Ministério do Trabalho e Emprego, Receita Federal, Ministério Público do Trabalho, Tribunal Regional do Trabalho, Banco do Brasil, Itaipu Binacional, Dow AgroSciences, além de prefeituras de diversos municípios.

Via: Redação/Assessoria NRE Cascavel - Foto: Divulgação 

Envie para o nosso Whatsapp a sua sugestão de fotos ou videos, que a equipe nossa irá atender você. (45) 9.8812-8476 ou Entre no nosso grupo do WhatsApp: https://goo.gl/WjuzHP.

Postar um comentário:

Tecnologia do Blogger.