Prefeito Paranhos esclarece dúvidas e antecipa projeto para reajuste salarial na data-base

Na manhã desta terça feira (13) o prefeito Leonaldo Paranhos reuniu cerca de 300 servidores, zeladoras de unidades de saúde, UPAs , escolas municipais e Cmeis para trazer esclarecimentos sobre o projeto que extingue o concurso público para o cargo de zeladores e serviços gerais que possibilita a terceirização dos serviços de limpeza, especialmente para atender a demanda da Educação. Mais uma vez, Paranhos afirmou que nenhum dos servidores que ocupam cargo de zeladores atualmente terá algum tipo de prejuízo.  "Ninguém vai perder nenhum benefício garantido por lei e até mesmo aqueles que estão em estágio probatório terão seus direitos garantidos. Ninguém vai perder o trabalho. Estamos precisando de gente para trabalhar, como vamos demitir alguém? O que vai mudar é que não faremos mais concurso para zeladores. Estamos com falta de pessoal nas escolas e Cmeis. E os servidores que atuam nestas unidades estão sobrecarregados, fazendo horas extras para dar conta do serviço", disse o prefeito Paranhos, ressaltando ainda que "hoje as nossas zeladoras, além de realizarem as suas tarefas ainda ajudam na cozinha, no atendimento às crianças que chegam à escola ou ao Cmei. Precisamos  garantir a estas trabalhadoras uma carga horária mais humana e melhores condições de trabalho". Ele completou dizendo que "das quase 800 zeladoras, 197 que estão com atestados, mais de cem tem problemas físicos, pessoas que se machucaram , que pegam peso, que pegam baldes, então acumula-se muito serviço para poucas pessoas e isto é muito ruim".

Paranhos lamentou a intenção do Sismuvel (Sindicato dos Servidores Municipais de Cascavel) de deflagrar greve a partir da próxima segunda feira (19). Ele disse que esta é uma decisão do sindicato e que "eles vão ter que prestar contas aos pais; explicar a eles o porquê dos filhos estarem sem escola. É um assunto do sindicato com a população, com os pais das crianças". E completou: "Você já imaginou fechar os Cmeis e as escolas? O que os pais vão fazer, onde vão deixar os filhos? Estou explicando que as zeladoras não serão prejudicadas, que vamos atender as necessidades, estudar caso a caso. Não queremos e não vamos prejudicar ninguém". O prefeito falou ainda que 90% da categoria quer trabalhar e uma minoria está tumultuando o processo.

Salários
Paranhos também anunciou a decisão da administração em avançar no reajuste salarial da categoria que hoje recebe R$ 954,00 como salário base inicial e, a partir da data-base do ano que vem passará a receber R$1.080,00.  "Hoje de manhã, mandei para Câmara aquilo que eu tinha c combinado, que era fazer na data base, que é em maio, uma correção de salário para estas pessoas" informou Paranhos.

A diretora do Departamento de Recursos Humanos da Prefeitura de Cascavel, Vanilce Schenfert disse que a proposta inicial era de um salário de R$ 1.030,00 a partir do próximo ano, "porém conseguimos avançar para um valor base um pouco maior. Sabemos que ainda não é o ideal, mas é o que o Município pode absorver neste momento". Com este reajuste, o impacto na folha de pagamento de 2019 vai Ultrapassar R$ 1 milhão .

O Município investe cerca de R$ 15 milhões anuais com os salários das zeladoras por ano e com a terceirização, reduziria o impacto no índice prudencial, o que possibilita estudos para avanços salariais ainda mais significativos. O processo licitatório que está sendo preparado pelo Município está estimado em R $ 9 milhões para 12 meses, com serviços que inclui também o material de limpeza, equipamentos de proteção individual e o pagamento dos trabalhadores pelo regime de CLT.

Via: Redação/Portal do Município de Cascavel - Foto: Divulgação 

Envie para o nosso Whatsapp a sua sugestão de fotos ou videos, que a equipe nossa irá atender você. (45) 9.8812-8476 ou Entre no nosso grupo do WhatsApp: https://goo.gl/WjuzHP.

Postar um comentário:

Tecnologia do Blogger.