Novos investimentos fortalecem ações nos Centros da Juventude

Garantir espaço para que os jovens tenham acesso à convivência, ao lazer, à cultura e à qualificação profissional é uma das prioridades do Governo do Paraná. Para ampliar este atendimento, a Secretaria da Família e Desenvolvimento Social está investindo R$ 4 milhões para custeio de serviços, equipamentos e veículos dos Centros da Juventude do Estado.

Os recursos vêm de uma parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), por meio do programa Paraná Seguro, que entre suas ações reforça a proteção aos adolescentes e oferece recursos a 13 municípios que possuem Centros da Juventude. As cidades contempladas são Curitiba, Almirante Tamandaré, Apucarana, Cambé, Cascavel, Foz do Iguaçu, Jacarezinho, Maringá, Pinhais, Piraquara, São José dos Pinhais, Toledo e Umuarama.

A secretária da Família e Desenvolvimento Social, Nádia Moura, explica que o incentivo financeiro é um esforço do Estado para apoiar as prefeituras nas ações preventivas voltadas a adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade social.

“Este recurso auxilia no custeio e manutenção dos Centros da Juventude. Melhor estruturados, eles podem oferecer serviços de mais qualidade. Os adolescentes e jovens não ficam expostos ao álcool, drogas e violência, e toda a comunidade pode usar o espaço como um agradável local de convivência”, destaca Nádia.

Em todo o Estado foram investidos R$ 72,7 milhões na construção de 26 centros, desde 2011. Eles estão localizados em áreas de alta vulnerabilidade social e que possuem registros de violência. Os centros ofertam atividades de esporte e lazer, além de preparação para o mercado de trabalho. São trabalhados três grandes eixos: convivência familiar e comunitária; trabalho e educação.

MELHORIAS - Em Foz do Iguaçu, no Oeste do Estado, o Centro da Juventude atende cerca de 300 adolescentes e jovens. O município recebeu R$ 197,5 mil para a compra de um veículo que vai atender à equipe da unidade.

A chefe da regional de Foz do Iguaçu, Herinne Vitoria Silva, explica que o incentivo demonstra o compromisso e a responsabilidade com o futuro dos adolescentes. “É uma demonstração de cuidado com a nossa juventude. Com o veículo vamos ampliar o atendimento, pois é mais uma oportunidade para que os jovens realizem as atividades propostas”, ressalta.

O gestor da política de assistência social do município, Elias de Sousa Oliveira, explica que o trabalho preventivo executado pelo centro é fundamental para tirar o adolescente da vulnerabilidade e oferecer atividades de formação cidadã. “Quando o adolescente está frequentando o Centro da Juventude ele tem ao seu alcance um conjunto de possibilidades, como as oficinas que orientam os jovens para a vida pessoal e profissional”, destaca.

Segundo Oliveira, o veículo estará à disposição para uso exclusivo do Centro da Juventude para que tanto os adolescentes quanto à equipe técnica participem de capacitações e eventos.

PARTICIPAÇÃO SOCIAL – Os jovens que frequentam os Centros da Juventude podem participar do projeto Agentes de Cidadania. Os autores das propostas aprovadas no projeto recebem uma bolsa-auxílio mensal de R$ 210 para desenvolver atividades de cidadania e participação social em suas comunidades. Em Foz do Iguaçu já foram repassados R$ 39,3 mil para 35 bolsistas. Em todo o Estado, o repasse soma R$ 1,6 milhão que atende 9.203 bolsas-auxílio.

Em Cambé, Região Norte, R$ 197,5 mil do Paraná Seguro foram usados para compra de equipamentos e qualificação de adolescentes e jovens. “Trabalhamos com a convivência social, o fortalecimento de vínculos e a qualificação para o mundo do trabalho. Por meio de uma parceria que temos com o Senai oferecemos cursos para adolescentes e jovens”, destaca a gestora municipal, Angela Pascueto.

O centro também oferece outras oficinas desenvolvidas pelos próprios jovens por meio do projeto Agentes de Cidadania, tais como dança, debates sociais, encontro de história e debates sobre a língua portuguesa.

CENTROS – A administração dos Centros da Juventude é de responsabilidade dos municípios, que fazem a manutenção das unidades e a contratação das equipes. Alguns funcionam da manhã até a noite, outros têm horários específicos de atendimento. Os centros contam com sala multiuso, sala de dança, quadra poliesportiva, pista de skate, teatro de arena, biblioteca, laboratório de informática, auditório, rádio comunitária, estúdio de gravação e piscina semiolímpica.

PARANÁ SEGURO – É um programa estadual que objetiva a redução dos índices de criminalidade nas principais cidades do Paraná, dentre elas Curitiba e Região Metropolitana, no eixo Maringá – Londrina e nos municípios da fronteira, a partir da colaboração do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). O programa conta com ações das secretarias de Estado da Segurança Pública e da Família e Desenvolvimento Social.

Via: Agência de Notícias do Paraná - Foto: Divulgação


Postar um comentário:

Tecnologia do Blogger.