Governo Municipal e Sismuvel avançam na discussão sobre o caso da zeladoras

O secretário de Planejamento e Gestão, Edson Zorek, e a diretora do Departamento de Recursos Humanos da Prefeitura, Vanilse da Silva Schenfert, estiveram reunidos na tarde de hoje (1), com Ricieri D'Estefani Junior, presidente do Sismuvel (Sindicato dos Servidores Municipais de Cascavel), para continuidade da discussão do projeto de extinção do cargo de zeladores no Município. Durante o encontro, Zorek explicou aos representantes dos servidores que, para as zeladoras já integradas ao funcionalismo nada vai mudar. "Ao contrário. Os servidores concursados serão beneficiados porque não perderão nenhum direito adquirido em concurso e, além disso, continuarão progredindo na carreira e terão a sobrecarga de trabalho reduzida pela contratação de novos serviços", explicou.

Ainda durante o encontro, o secretário apresentou ao Sindicato a proposta de reajuste salarial para categoria na data-base 2019 de 11,06%, o que elevaria os salários dos atuais R$ 964,69 para R$1.030,10. Este montante representará um impacto de R$ 922.335,05, em 2019 e para 2020 este impacto chegaria a R$ 1.386.000,00. "Entendemos que é uma boa proposta. É um primeiro passo para melhorar o salário da categoria", completou.

O Sismuvel deve se posicionar sobre a proposta na próxima segunda feira (5).
Edson Zorek disse ainda que o governo municipal não quer "fechar nenhum Cmei" por falta de zeladores, mas que o Município trabalha no limite. "Houve remanejamento de servidores. Pais, professores e diretores entenderam a situação e se desdobraram para  manter o ambiente escolar o mais limpo e seguro possível para as crianças. Porém, a a situação precisa ser resolvida o mais rápido possível", ressaltou.

De acordo com a Seplag, a empresa terceirizada que prestava serviços nos CMEIS, tinha 203 trabalhadores para os serviços de limpeza. Após a extinção do contrato, além do remanejamento de pessoal e o pagamento de horas extras para suprir o déficit de trabalhadores, o Município também chamou zeladores aprovados em concurso. "Mas dos 60 chamados, apenas 15 assumiram a vaga. Das 900 zeladoras que fazem parte do quadro do município, 12% estão afastadas por motivos de saúde, oque também traz mais uma dificuldades", lamentou.

Impacto financeiro 
De acordo com os números apresentados na reunião, o Município gasta cerca de R$ 15 milhões anuais com as zeladoras por ano e com a terceirização, reduziria o impacto no índice prudencial. O processo licitatório que estão sendo preparado pelo Município está estimado em R$ 9 milhões para 12 meses, com serviço de limpeza que inclui também o material de limpeza, equipamentos de proteção individual e o pagamento dos trabalhadores pelo regime de CLT.

Via: Redação/Portal do Município de Cascavel - Foto: Divulgação 

Envie para o nosso Whatsapp a sua sugestão de fotos ou videos, que a equipe nossa irá atender você. (45) 9.8812-8476 ou Entre no nosso grupo do WhatsApp: https://goo.gl/WjuzHP.

Postar um comentário:

Tecnologia do Blogger.