Evento discute aprimoramento da educação policial

Com objetivo de promover a troca de experiências, aprimorar e internacionalizar a educação policial, foi aberto nesta quarta-feira (7), em Foz do Iguaçu, o IV Encontro Internacional de Diretores de Educação Policial. Representantes de 13 países membros, e de mais dois que pretendem aderir à Rede de Internacionalização de Educação Policial (Rinep), participam do evento que segue até a sexta-feira (09/11).

Organizado pelo diretor executivo da Rinep, o comandante da Academia Policial Militar do Guatupê da PM, coronel Mauro Celso Monteiro, o evento acontece pela primeira vez no Paraná, escolhido por ser referência na formação policial na América Latina. Do Brasil, também participam do encontro o Distrito Federal e mais cinco estados: Bahia, Ceará, São Paulo, Santa Catarina, Rio Grande do Sul.

“O que temos buscado nos outros países é entender como é a educação e o que eles priorizam nesta área. O que consideramos importante, trazemos e adaptamos para nossa realidade. Queremos saber quais são as vigas mestras, as matérias principais e o que os norteiam e, assim, aperfeiçoar ainda mais o nosso ensino policial", explicou a comandante-geral da PM, coronel Audilene Dias Rocha.

A representante do México, comissária-chefe Laura Carrera Lugo, disse que o encontro busca o intercâmbio e o aperfeiçoamento do ensino policial. “Trata-se de um esforço dos diretores de todas as áreas da educação policial para que juntos possamos abordar vários temas para entendermos como está funcionando a educação daquele estado ou país e de que forma podemos aprimorar este ensino”.

“É um momento de troca de experiências que vai enriquecer nossa formação policial militar e trazer muitos benefícios para a comunidade”, acrescentou o comandante do Corpo de Bombeiros do Paraná, coronel Edmilson de Barros.

Para o comandante da Academia do Guatupê, é muito importante para o Paraná sediar um evento como este. “Ao longo do encontro serão discutidas ações para o fortalecimento do trabalho de polícia em todo o mundo, mas principalmente nas Américas e na Europa. Ter um policial desenvolvido, qualificado, significa que a sociedade também é desenvolvida e faz parte do primeiro mundo”, ressaltou.

Fazem parte da Rinep a Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, El Salvador, Espanha, Guatemala, Honduras, México, Peru e Brasil. Turquia e Estados Unidos são os países que têm interesse de entrar no grupo.


Via: Agência de Notícias do Paraná - Foto: Divulgação

Postar um comentário:

Tecnologia do Blogger.