CMC: Iniciativa busca fomentar cultura cervejeira na cidade com regulamentação

Dados divulgados pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) apontam um crescimento de 37,7% no número de cervejarias registradas no Brasil em 2017 – foram 679. No ano passado foram registrados 8,9 mil produtos, uma média de 13 para cada marca. Nos dados regionais, o Paraná ocupa a quinta posição no ranking de estados com maior número de cervejarias. Apesar da crise econômica, o mercado das cervejarias artesanais e microcervejarias não para de crescer, com o Brasil sendo o terceiro país em volume total de produção de cervejas.

Em Cascavel, inúmeras marcas surgiram nos últimos anos e com elas, espaços para consumo do produto. No entanto, hoje, as microcervejarias não podem vender seus produtos no local, nem é permitido o consumo. Com a aprovação do Projeto de Lei nº. 139/2018, nesta segunda-feira (05), os vereadores Rafael Brugnerotto e Serginho Ribeiro propõem o licenciamento e a regulamentação da atividade de microcervejarias e seus respectivos bares e restaurantes cervejeiros no município.

“O principal objetivo deste projeto é fomentar a cultura cervejeira, criando mais empregos diretos e indiretos, gerando novas possibilidades para o turismo local, mais arrecadação de impostos e mais desenvolvimento para a cidade”, defendeu Brugnerotto. Para ele, o setor tem se apresentado como uma grande tendência nacional e vários municípios no sul e sudeste têm aprendido a obter lucro e geração de renda com o crescimento da atividade, por isso, a proposta apresentada hoje representa um ponta pé inicial para o fomento das cervejarias no município.

Na proposição, os vereadores explicam que a autorização do Legislativo irá regular a atividade de fabricação artesanal de microcervejarias, em pequena escala, e a comercialização de cervejas e chopes diretamente ao consumidor final, no local da fabricação ou em locais autorizados. “A produção e consumo de cervejas artesanais em pequena e/ou média escala para fins comerciais tem se proliferado à revelia de normas e regulamentações em todo Brasil. É preciso atentar para isso”, defende Serginho.

A proposta cascavelense tem apoio de entidades organizadas, associações representativas do setor e também do comércio e do turismo. Os vereadores deixam claro que a expectativa é promover crescimento e renda, sem, no entanto, descuidar das campanhas de conscientização para consumo consciente e direção responsável.

Via: Redação/Assessoria de Imprensa/CMC - Foto: Divulgação 

Envie para o nosso Whatsapp a sua sugestão de fotos ou videos, que a equipe nossa irá atender você. (45) 9.8812-8476 ou Entre no nosso grupo do WhatsApp: https://goo.gl/WjuzHP.

Postar um comentário:

Tecnologia do Blogger.