Cascavel já emite o Certificado Internacional de Vacinação

A partir de hoje (30) quem precisar do Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia (CIVP) já não necessitará se deslocar a outras cidades do Paraná para obter o documento. A Secretaria de Saúde entregou nesta sexta-feira o Centro de Orientação de Viajantes e Ambulatório de Profilaxia da Raiva Humana, credenciado pela Anvisa, que possibilita a emissão do CIVP. O atendimento funciona anexo ao Programa Municipal de Imunização, na Rua Presidente Kennedy, 2.546, no Bairro Coqueiral.

"Esta demanda antes era atendida em Foz do Iguaçu e, agora, os cascavelenses que desejarem viajar para fora do Brasil não precisarão mais se deslocar para conseguir o certificado internacional de vacinação", reforçou o prefeito Leonaldo Paranhos durante a inauguração. Ele e o secretário de Saúde, Rubens Griep, emitiram os primeiros documentos, que têm validade vitalícia.

O Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia comprova a vacinação contra doenças e é exigido por vários países a viajantes procedentes ou com destino a áreas com risco de transmissão de febre amarela. Somente em Cascavel, há uma média de 150 pessoas que necessitam deste documento todo mês.

Até então, no Paraná o certificado era emitido apenas no posto da Anvisa em Paranaguá; no aeroporto Afonso Pena em Curitiba; nos postos de fronteira da Anvisa em Foz do Iguaçu e Guaíra; no aeroporto de Maringá e na Secretaria de Saúde de Londrina. Localizada em região estratégica e fronteiriça, agora Cascavel também está credenciada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

A disponibilização reflete em mais um avanço na saúde pública municipal e marca uma das ações em comemoração aos 67 anos de Cascavel. "A gente já havia tentado implantar este serviço em Cascavel, mas a Anvisa tinha dificuldade para descentralizar o serviço; agora o prefeito Paranhos fez esta provocação à Anvisa e, a partir disso houve a liberação com o treinamento de duas enfermeiras e com a incorporação de um computador e uma impressora a gente conseguiu trazer para Cascavel e região um serviço que exigia um deslocamento de mais de 300 km entre ida e volta do cidadão cascavelense até Foz. E com este serviço, agora a gente traz para o SUS pessoas que usualmente não vêm ao sistema público de saúde, que são as pessoas que fazem viagens internacionais e que passarão a conhecer uma face linda do nosso sistema público de saúde", disse o secretário Rubens Griep.

Como utilizar
Já está disponível no Portal do Município um banner chamado Saúde do Viajante, por meio do qual o cidadão preenche um pré-cadastro e agenda o atendimento na Anvisa. Em seguida ele recebe um login e uma senha para realizar o agendamento no Programa Municipal de Imunização de Cascavel.

"Com a data e o horário agendado o cidadão vai até o setor de imunização e nós emitiremos o certificado internacional. É importante salientar que para fazer este procedimento a pessoa precisa estar em dia com sua situação vacinal e especificamente a vacina da Febre Amarela, que precisa ter o número do lote e a data da vacina e ter pelo menos uma dose da vacina para ele conseguir fazer o procedimento que é rápido e tranquilo, que tem validade para vida toda", explicou a coordenadora do Programa Municipal de Imunização, Cristina Carnaval, também responsável pelo Certificado Internacional de Vacinas.

Raiva
A Secretaria de Saúde também mantém o ambulatório de atendimento para Profilaxia da Raiva Humana. O objetivo do serviço é realizar profilaxia contra a doença da raiva para todas as pacientes das redes pública e privada de saúde,vítimas de agressão por meio de mordedura, lambedura, arranhadura, e contato indireto de animais passíveis de transmissão da doença como cães, gatos, morcegos, raposas, cachorro e gato do mato, gambás, saruês, saguis, bovinos, equinos e outros.

"Esta unidade busca interromper a cadeia de transmissão do vírus da raiva. Cascavel não registra raiva humana há muitos anos. A raiva é uma doença fatal, na maioria dos casos e este ambulatório se propõe a fazer o monitoramento destes pacientes e administrar as vacinas após a exposição a acidentes com animais", explicou o secretário Rubens Griep.

Programa Ninar
O prefeito Leonaldo Paranhos também repassou para o Programa Ninar um veículo Cherry 0 km , adquirido com recursos do Fundo Nacional de saúde para o trabalho dos agentes de saúde no acompanhamento dos bebês recém-nascidos em Cascavel. Em média nascem no Município cerca de 600 crianças por mês, "e algumas delas são prematuras e necessitam de um acompanhamento especializado pelo Programa Ninar", disse o Secretário Rubens Griep.

Via: Redação/Portal do Município de Cascavel - Foto: Divulgação 

Envie para o nosso Whatsapp a sua sugestão de fotos ou videos, que a equipe nossa irá atender você. (45) 9.8812-8476 ou Entre no nosso grupo do WhatsApp: https://goo.gl/WjuzHP.

Postar um comentário:

Tecnologia do Blogger.