Alunos de Ciência da Computação da Unioeste participam de Maratona em Salvador

Como resultado do projeto de ensino "Grupo de Estudos para a Maratona de Programação", três alunos do curso de Ciência da Computação da Universidade Estadual do Oeste do Paraná, campus de Cascavel, viajaram para Salvador, Bahia, e participaram da Maratona de Programação ACM (Association for Computing Machinery). O objetivo foi promover nos estudantes a criatividade, a capacidade de trabalho em equipe, a busca de novas soluções de software e a habilidade de resolver problemas sob pressão.

A Maratona, que está na 23ª terceira edição, contou com a participação da equipe formada pelos alunos Matheus Leonardo, Renan Tashiro e Marcelo Henrique Bittencourt, todos do 4º ano do curso que conquistaram o 40º lugar, entre 71.

De acordo com Adriana Postal, docente do curso de Ciência da Computação, institucionalmente falando, a importância do evento dá-se pelo fato de o mesmo ter alcance internacional, sendo patrocinado por grandes instituições de âmbito internacional, como a IBM e Google, e realizado por várias universidades no mundo inteiro.

“Alunos que possuem a maratona de programação em seu currículo têm uma chance real de trabalhar em empresas com esse porte e alcance. Além disso, para os alunos interessados na vida acadêmica, essa participação é muito apreciada nos processos seletivos de cursos de pós-graduação em nossa área”, esclarece Adriana.

Ainda, a docente explica que, no mundo, o evento é dividido em duas etapas: uma Nacional (em cada país) e a final Mundial (todo ano acontece em um país diferente). “No Brasil, como somos um país muito grande e com muitas equipes participando, foi incluída uma etapa a mais, chamada de etapa Regional, onde as diversas equipes competem dentro de uma sede local. No caso  do Paraná, em geral, temos duas sedes: uma na região da capital e outra na região Oeste/Noroeste, dependendo da procura”.

Tanto na regional quanto na final brasileira as equipes recebem um caderno com 10 a 15 problemas para serem resolvidos computacionalmente. As equipes, formadas por três alunos, devem resolver o maior número de problemas no menor tempo possível, a prova tem duração de cinco horas.
“Nossa equipe finalista conseguiu a vaga na regional, que aconteceu em Medianeira, na Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), em setembro. Estavam disputando a vaga da sede 28 equipes de seis instituições paranaenses, sendo: UTFPR de Toledo, UTFPR de Medianeira, Unioeste de Cascavel, Unioeste de Foz, Universidade Estadual de Maringá  (UEM) e Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro)”, conclui Adriana.

Via: Redação/Assessoria Unioeste - Foto: Divulgação 

Envie para o nosso Whatsapp a sua sugestão de fotos ou videos, que a equipe nossa irá atender você. (45) 9.8812-8476 ou Entre no nosso grupo do WhatsApp: https://goo.gl/WjuzHP.

Postar um comentário:

Tecnologia do Blogger.