JOJUPs: Atletas de Mariluz superam dificuldades e garantem estreia com vitória no handebol feminino

Desenvolver uma modalidade em um município exige bastante dedicação. Mais ainda se a cidade contar apenas com aproximadamente 10 mil habitantes. Porém, para as atletas de Mariluz e Mercedes, praticar o handebol é mais do que competir, é uma superação diária. Nesta sexta-feira (12), as equipes se enfrentaram na estreia da fase final divisão B dos 31º Jogos da Juventude do Paraná (JOJUPS), em Chopinzinho, e mostraram que em quadra o que importa é a vontade de vencer.

A cidade de Mercedes possui pouco mais de 5 mil habitantes. Já Mariluz ultrapassou, há pouco, a marca dos 10 mil habitantes. Pequenas, se comparadas a outras cidades com potencial no esporte, elas duelam de igual com as demais adversárias da fase final dos JOJUPS. Nesta estreia, os times mostraram equilíbrio nos primeiros minutos de jogo, entretanto, logo Mariluz apresentou uma defesa mais concisa e eficiência na hora de converter os ataques em gols. Após vencer o primeiro tempo por 11 a 5, as atletas da cidade fecharam o jogo em 26 a 18.

“Nós já havíamos enfrentado esta equipe de Mercedes, então sabíamos que seria um jogo muito difícil. Era um jogo importante dentro da chave, tivemos calma em quadra e conseguimos o resultado. Esperamos sair com a vitória no próximo jogo também”, conta Andressa Plácido, um dos destaques do time de Mariluz, que neste sábado (13) enfrentará o time de Matelândia, que também compõem o Grupo C.

Para manter o sonho do esporte, superação acompanha rotina da equipe de Mariluz

Entre as dificuldades para manter uma equipe, em uma cidade pequena, está a capacidade de encontrar e montar um grupo de atletas que se dediquem a rotina dos treinamentos. Em Mariluz, um projeto para desenvolver o handebol teve início há aproximadamente quatro anos, e hoje, já pode usufruir de times masculino e feminino na modalidade.

Entretanto, a persistência deve acompanhar todos os trabalhos realizados pela equipe. Andressa, ressalta a dificuldade que foi para montar o elenco neste ano e como estas jogadoras que defendem as cores de Mariluz se dedicam ao handebol. “Nos encontramos todos os dias em Mariluz. Segunda, quarta e quinta realizamos treinamento tático e nas terças e sextas fazemos físico. A cidade é muito pequena e a maioria das pessoas só querem praticar o futebol. No começo do ano não tínhamos equipe, mas fomos atrás, fizemos campanha nas escolas e hoje estamos aqui, representando Mariluz”, declara a atleta.

Para a professora e técnica do projeto, Juliana Lima, contar com a equipe disputando os JOJUPS é motivo de orgulho, porém, gostaria de ter mais apoio para participar de outros campeonatos. “É uma cidade de apenas 10 mil habitantes, então é um orgulho. Meu marido que começou com este projeto no handebol (masculino e feminino) há quatro anos. Conseguimos bastante coisas neste tempo e agora contamos com os atletas, porém, ainda falta recursos para podermos participar de mais competições. Vamos na base da dedicação mesmo”, fala Juliana.

Além da vitória na estreia na categoria feminina, os meninos de Mariluz também entraram em quadra nesta sexta-feira (12). Contudo, o placar não foi positivo para a cidade, vitória de Cascavel por 29 a 17. Confira todos os resultados da primeira rodada do handebol dos 31º JOJUPS divisão B:

Feminino:
Florestópolis 25 x 29 Astorga
Mercedes 18 x 26 Mariluz
São José dos Pinhais 05 x 19 Jardim Alegre
Saudade do Iguaçu 17 x 24 Ponta Grossa

Masculino:
Mercedes 27 x 21 Quatro Barras
Cascavel 29 x 17 Mariluz
Bandeirantes 18 x 39 Ponta Grossa
Cambé 20 x 23 Saudade do Iguaçu

Via: Redação/Assessoria JOJUPs/Guilherme Becker - Foto: Guilherme Becker/SEET-PR

Envie para o nosso Whatsapp a sua sugestão de fotos ou videos, que a equipe nossa irá atender você. (45) 9.8812-8476 ou Entre no nosso grupo do WhatsApp: https://goo.gl/WjuzHP.

Postar um comentário:

Tecnologia do Blogger.