Saúde investiga morte de macaco-prego no Parque Ecológico Paulo Gorski

Em relação a um novo caso de macaco encontrado morto no Parque Ecológico Paulo Gorski, em Cascavel, a Secretaria de Saúde, por meio da Vigilância Ambiental, informa que todos os procedimentos para averiguar o fato foram tomados. Paralelamente, a Secretaria de Saúde, em parceria com 10ª Regional, está avaliando a necessidade de ação na área de abrangência do Parque, como foi realizado nos casos anteriores. Este é o terceiro episódio de morte de macaco-prego na região do lago de Cascavel este ano. Nos dois primeiros casos foi descartada a hipótese de febre amarela ou raiva.

O fato ocorreu ontem (8), quando a Divisão de Vigilância em Saúde Ambiental recebeu ligação da Secretaria de Meio Ambiente, informando sobre a presença de um macaco morto na região do Parque Paulo Gorski. No mesmo período a equipe da Visam realizou coleta do animal.

Trata-se de um macaco-prego Sapajus nigritus, fêmea, adulta, sem sinais externos de violência. Durante necropsia não foram constatadas alterações macroscópicas; foi coletado material para pesquisa de raiva e febre amarela, conforme preconiza o protocolo do Ministério da Saúde.

O material foi enviado à 10ª Regional de Saúde, que é responsável pelo envio ao Lacen (Laboratório Central do Estado) para análise. O prazo para o resultado dos exames é de no mínimo 30 dias.

Via: Redação/Portal do Município de Cascavel - Foto: Divulgação 

Envie para o nosso Whatsapp a sua sugestão de fotos ou videos, que a equipe nossa irá atender você. (45) 9.8812-8476 ou Entre no nosso grupo do WhatsApp: https://goo.gl/WjuzHP.

Postar um comentário:

Tecnologia do Blogger.