Prefeitura aguarda decisão da Justiça do Trabalho para pagamento às zeladoras

Em mais um esforço do governo municipal em trazer solução para o impasse gerado pela falta de pagamento dos salários das zeladoras contratadas para trabalharem nos Cmeis (Centros Municipais de Educação Infantil) pela empresa RR Serviços que, apesar de ter recebido rigorosamente em dias os valores estabelecidos em contrato, não efetuou o pagamento as trabalhadoras, seguindo orientação do prefeito Leonaldo Paranhos,  o procurador Luciano Braga Cortes e os secretários Edson Zorek (Gestão e Planejamento) e Marcia Baldini (Educação), realizaram mais uma rodada de conversação com direção do sindicato da categoria e representantes das trabalhadoras.

Na tarde desta quinta-feira, um grupo de cerca de 100 zeladoras promoveu mais uma manifestação em frente a Prefeitura de Cascavel, reivindicando o pagamento dos salários. As zeladoras foram recebidas pela secretária de Educação e sua equipe no auditório do Paço Municipal, onde foram repassadas todas as ações adotadas governo municipal para solução do problema. “Entendemos a situação destas mulheres que trabalharam e, infelizmente, não receberam o que delas por direito. A Prefeitura honrou os seus compromissos, fez a sua parte, mas a empresa não cumpriu com sua obrigação, nem com o acordo que foi feito com no Ministério Público do Trabalho”, disse a secretária Marcia Baldini que afirmou que a Secretaria de Educação está fazendo todo esforço possível para garantir que os Cmeis mantenham seu funcionamento normal.

Na Justiça do Trabalho
Também na tarde de ontem, o advogado do Siemaco (Sindicato dos Empregados em Empresas de Asseio, Conservação, Limpeza Urbana, Ambiental, Áreas Verdes, Vias Rodoferroviárias e Similares de Cascavel e Região), protocolou ação solicitando à que Justiça autorize o Município a efetuar o pagamento dos salários atrasados.

Luciano Braga Cortes explicou que o Município só pode efetuar o pagamento mediante autorização judicial. “A prioridade é regularizar o pagamento dos salários atrasados, porém, para que isso seja possível, a Justiça tem que nos autorizar e fornecer a condição legal para repassar os recursos que estas trabalhadoras tenham seus salários pagos”, destacou, e completou: “a ação cautelar foi protocolada pelo sindicato e agora vai ser analisada pelo magistrado e se for concedida a liminar, pode determinar que o Município faça o repasse em uma conta bancária para que o próprio sindicato faça o pagamento dos salários”.


Via: Redação/Portal do Município de Cascavel - Foto: Divulgação 

Envie para o nosso Whatsapp a sua sugestão de fotos ou videos, que a equipe nossa irá atender você. (45) 9.8812-8476 ou Entre no nosso grupo do WhatsApp: https://goo.gl/WjuzHP.

Postar um comentário:

Tecnologia do Blogger.