Em encontro do G7, Sebrae/PR entrega Guia do Estado Empreendedor para candidatos ao governo estadual

Os três principais candidatos ao governo do Estado do Paraná – de acordo com pesquisas de intenção popular de voto – estiveram na sede do Sebrae/PR, em Curitiba, na manhã desta segunda-feira (27), para um encontro com representantes do G7, grupo formado por instituições do setor produtivo: Fecomércio, Faep, Fiep, ACP, Fetranspar, Fecoopar e Faciap. No evento, os candidatos receberam o “Guia do Estado Empreendedor”, manual elaborado pelo Sebrae/PR com a pauta dos micro e pequenos negócios, além do documento “Políticas Estratégicas em Apoio ao Desenvolvimento do Paraná”, com propostas do G7 para solucionar entraves e promover o desenvolvimento do Estado.

Com propostas de ações que beneficiem os pequenos negócios e contribuam, assim, para a geração de emprego, renda e oportunidades para a população, o Guia do Estado Empreendedor é composto de 10 temas estruturantes. Educação empreendedora, crédito, inovação, desburocratização e compras governamentais são alguns dos temas enumerados com orientações e casos práticos que podem motivar sua aplicação nas políticas governamentais.

“Hoje temos cerca de 1,5 milhão de micro e pequenas empresas, que dependem de uma estratégia de desenvolvimento, o que reflete em mais emprego e renda para os paranaenses. O Sebrae sugere propostas para que os candidatos possam usar as MPEs como estratégia de desenvolvimento”, explica o diretor-superintendente do Sebrae/PR, Vitor Tioqueta, recordando a força dos pequenos negócios para a economia, uma vez que representam 96% das empresas paranaenses.

Durante o evento, os candidatos Cida Borghetti, do PP, João Arruda, do MDB, e Ratinho Júnior, do PSD, tiveram 50 minutos cada para apresentar suas propostas ao G7. Antes da participação de cada candidato, o presidente do Sistema Ocepar, José Roberto Ricken, atual coordenador do G7, fez um rápido resumo das propostas do documento entregue. Ele frisou que um dos principais desafios de todos os candidatos é apresentar propostas que foquem num dos principais problemas atuais: o equilíbrio fiscal das contas públicas, ou seja, adequar as receitas com as despesas.

Cida Borghetti, do PP, destacou que no Paraná ainda existem muitas desigualdades e que as propostas do G7 contribuem para que sejam implementadas políticas específicas para minimizá-las. “Propomos uma gestão compartilhada. As reuniões mensais com o G7 estão nessa pauta que o Ricken [presidente do G7] nos passou, além da revitalização do Conselho de Desenvolvimento. Nossa ideia é que o Conselho se reúna mensalmente, trazendo as contribuições do setor privado, que mais emprega e gera oportunidades”, planeja.

João Arruda, do MDB, disse que pretende administrar o Estado dialogando com todos setores, desde empresários a trabalhadores. “Queremos ser parceiros da iniciativa privada. Quero incluir as propostas de vocês no meu plano de governo, e vou colocar em prática as diretrizes que estabelecermos juntos. Mas o quero de vocês é parceria, know how, contrapartida, que possam nos ajudar a governar”, afirma.

Candidato do PSD, Ratinho, Júnior ressaltou que pretende preparar o Estado para um salto qualitativo, com planejamento de longo prazo e a viabilização das obras de infraestrutura necessárias. “O Paraná é o maior produtor de alimentos por metro quadrado do planeta, essa é a matriz econômica do nosso Estado, que potencializa comércio, serviço e indústria. O poder público pode colaborar de duas maneiras: não atrapalhando quem gera riqueza e incentivando a indústria de transformação de alimentos”, frisa.

Via: Redação/Assessoria Sebrae/PR - Foto: Divulgação 

Envie para o nosso Whatsapp a sua sugestão de fotos ou videos, que a equipe nossa irá atender você. (45) 9.8812-8476 ou Entre no nosso grupo do WhatsApp: https://goo.gl/WjuzHP.

Postar um comentário:

Tecnologia do Blogger.