Policia Civil de Cascavel em Conjunto com Policia Civil do Piaui Deflagra a operação “Call Center”

Equipes Policiais Civis do Paraná, de várias unidades da 15ª SDP e 20ª SDP, em conjunto com Equipes Policiais Civis do Piauí, realizaram nesta data (05), a Operação “Call Center”, que teve início a partir das 06h.

Tendo como objetivo o cumprimento de 21 mandados de prisão e 33 de busca e apreensão, todos relacionados à crimes de Estelionato e Organização Criminosa, em fatos que ocorreram naquele Estado, mas com ramificações em Cascavel e Toledo, com cumprimento de mandado também em Cuiabá –MT.

Foram aplicados na operação, 03 Delegados PCPR, 03 Delegados PCPI, 52 investigadores PCPR, 03 investigadores PCPI e 22 viaturas.

Os alvos da operação foram pessoas envolvidas na prática de “golpes” utilizando-se de sites que anunciam vendas, especialmente de veículos.

Desde o mês de abri/2018 vinha sendo detectado no Piauí e Paraná, que estava ocorrendo “golpes” através de um site de anúncio de venda de veículos, onde os estelionatários se colocavam como intermediador do negócio, prometendo um valor maior para o vendedor, e um valor menor para o comprador, gerando assim o interesse e “fisgando” as vítimas.

Geralmente os estelionatários apresentavam-se como advogados, e, criando uma história cobertura, fazia com que vendedor e comprador não falassem sobre o negócio, especialmente o preço do veículo, bem como conseguiam que o comprador, de boa fé, depositasse o valor acertado, ou parte dele, numa conta indicada pelo estelionatário, normalmente fora do Estado onde aplicavam os “golpes”.

Depois do depósito efetuado, o golpista informava ao vendedor que poderia entregar o carro, que o comprador faria o depósito.

No momento do encontro de ambos, comprador e vendedor, percebiam que tinham caído em um “golpe”.

Em conjunto com a Polícia Civil do Piauí, o Setor de Estelionatos da 15ª Subdivisão Policial de Cascavel, realizou a identificação dos estelionatários, suas funções, o núcleo da organização criminosa e ainda as pessoas envolvidas.

Em Cascavel encontrava-se o núcleo que promovia o recebimento do dinheiro, utilizando-se de várias contas, e uma equipe para sacar os valores nos caixas eletrônicos, e “boca” do caixa, os quais entregava para a chefe da quadrilha em Cascavel, que re-depositava, via envelopes, para os chefes superiores através de várias contas, muitas de “laranjas”.

A investigação perdurou cerca de 45 dias, tendo uma equipe de Inteligência da Policia Civil do Piauí, vindo à Cascavel para os cumprimentos dos mandados, juntamente com as equipes locais.

Hoje, logrou-se êxito no cumprimento dos mandados, tendo sido presas 18 pessoas.

Foi encaminhada ainda um adolescente, que depois de ouvida foi liberada para o Conselho Tutelar, seguindo ainda as investigações para prisão de dois integrantes ainda não localizados.

Jaqueline possui passagens sob acusação de ameaça; Tatiane sob acusação de porte ilegal de arma de fogo; Ivan sob acusação de ameaça; Ricardo sob acusação de homicídio qualificado, Roseli sob acusação de homicídio qualificado, enquanto os demais presos estão sob investigação de seus antecedentes.

Os presos foram ouvidos em Cartório, e foram recolhidos ao Setor de Carceragem Temporária, onde aguardaram a audiência de custódia, e posteriormente poderão ser removidos para o Piauí.

Diligência seguem em curso no Piauí, visto a amplitude e ramificações do caso, bem como pelo Setor de Estelionatos de Cascavel, para apuração de outros eventuais envolvidos nos atos criminosos, bem como de vitimas.

Via: Assessoria Policia Civil Parana - Foto: Divulgação 

Postar um comentário:

Tecnologia do Blogger.