CMC: Audiência pública debate funcionamento de semáforos na madrugada

Nesta quarta-feira (04) foi realizada uma audiência pública para discutir o funcionamento dos semáforos em Cascavel entre a meia noite e às seis da manhã. Foram proponentes os vereadores Fernando Hallberg/PPL, Pedro Sampaio/PSDB e Damasceno Jr/PSDC.

Em 2001 e 2012 foi implantado o semáforo piscante (amarelo) em Cascavel, e em nenhuma das oportunidades a ação funcionou. “Para propor novamente uma mudança semelhante, é preciso pensarmos de maneira conjunta em outra solução, garantindo a segurança dos cidadãos e ao mesmo tempo a ordenação do trânsito”, afirmou Hallberg.

Segundo a Cettrans, com a finalização das obras do PDI, serão mais de 200 cruzamentos semaforizados na cidade, o que demandaria uma reprogramação de toda engenharia de trânsito. O consenso entre os representantes da Polícia Militar, Cettrans e Polícia Rodoviária Federal é de que Cascavel não está preparada para esta medida, tendo em vista o elevadíssimo índice de acidentes de trânsito e a posição como a segunda cidade do Estado com mais notificações por embriaguez ao volante. O tenente Tavares salientou que “foi registrada apenas uma situação de assalto em semáforo no último ano e de qualquer maneira, se estiver na frente da Cettrans ou da Polícia Militar, o motorista que furar o sinal em qualquer velocidade vai ser multado”.

“Se registramos motoristas a mais de 160 km ultrapassando sinal vermelho, imagina com sinal amarelo”, criticou Ademir Sampaio, da Cettrans. Para a advogada da Cettrans, Silvia Espínola, deve ser realizado um estudo conjunto analisando os aspectos jurídicos, técnicos e estatísticos.

Estiveram presentes o Tenente Roberto Tavares, do 6º Batalhão da Polícia Militar – Comandante do Pelotão de Trânsito de Cascavel, o presidente do Cotrans, Major Amarildo Roberto Ribeiro, o diretor de educação e fiscalização de trânsito da Cettrans, Ademir Pereira Sampaio, Félix Ribeiro da Silva, inspetor da PRF, Marcelo Belão, presidente da Comissão de Trânsito Transporte e Mobilidade Urbana da OAB, Juliano Dernardim, gerente da divisão Engenharia da Cettrans, Luciane de Moura, coordenadora de educação de trânsito da Cettrans, Diana Cristina Vanz, secretária de Comissão de Trânsito e Mobilidade Urbana da OAB, vereador Policial Madril – Presidente da Comissão de Segurança Pública e Trânsito da Câmara e o vereador Serginho Ribeiro.

Ao final da audiência, foram propostos os seguintes encaminhamentos: sincronização de todos os semáforos para evitar paradas desnecessárias, especialmente na madrugada; proposta da inserção da educação de trânsito como currículo básico da educação utilizada de forma transdisciplinar e aprovação de um projeto municipal neste sentido; criação de um grupo de estudos para fazer um levantamento de dados com relação aos pontos críticos do sistema viário, processos judiciais e registros de boletins de ocorrência, viabilização de novas tecnologias de trânsito.

Via: Redação/Assessoria de Imprensa/CMC - Foto: Divulgação

Envie para o nosso Whatsapp a sua sugestão, fotos ou videos, que a equipe nossa irá atender você. (45) 9.8812-8476 ou Entre no nosso grupo do WhatsApp: Cotidiano: https://goo.gl/WjuzHP - Esporte: https://goo.gl/cKu2dW

Postar um comentário:

Tecnologia do Blogger.